Mensagem do Papa Francisco para o Círio de Nazaré

 

Foto: Vatican News
 
 
Na manhã desta quinta-feira, 1° de outubro, a Arquidiocese de Belém, divulgou a mensagem do Santo Padre Papa Francisco aos fiéis de Belém e de outras partes do Brasil que participam da 228° edição do Círio de Nazaré.
 
O Santo Padre, em sua mensagem, enviou calorosa saudação aos devotos de Nossa Senhora, e diante da situação de transtornos e aflições que o  mundo vive, Papa Francisco  convida a todos a  levantar o “olhar para Maria, a Mãe que Cristo nos deixou”, pedindo que interceda junto ao divino Filho para que “esta dura prova termine e todas as famílias mergulhadas  no sofrimento  possam encontrar o consolo e a paz.”. Por fim,
o Santo Padre manifestou a sua  Bênção Apostólica e pede para que os fiéis não deixem de rezar por ele.
 
 
 
 
Leia a mensagem na íntegra: 

 
 
"Excelentíssimo e Reverendíssimo
 
Dom Alberto Taveira Corrêa, Arcebispo de Belém do Pará
 
Ao celebrar-se as festividades do Círio de Nazaré, o Papa Francisco envia uma calorosa saudação a todos os devotos de Nossa Senhora que, neste ano marcado por numerosos desafios e tribulações, recorrem a Santa Mãe de Deus refugiando-se sob a sua materna proteção. No meio desta pandemia que causa tanta aflição e transtorno, impedindo inclusive que se realize a tradicional procissão do Círio, o Santo Padre convida a levantar o “olhar para Maria, a Mãe que Cristo nos deixou” e que “embora seja única Mãe de todos, manifesta-Se de distintas maneiras na Amazônia” (Exort. Apost. Querida Amazônia, 111), pedindo-Lhe que interceda junto ao seu divino Filho a fim de que esta dura prova termine e todas as famílias mergulhadas no sofrimento possam encontrar o consolo e a paz. Além disso, seguindo o exemplo da Virgem de Nazaré, que nuca esmoreceu perante as dificuldades, todos batizados não deixem diminuir o ardo missionário, certos de que, “para quantos encontraram (Jesus Cristo), vivem na sua amizade e se identificam com a sua mensagem, é inevitável falar d’Ele e levar aos outros a sua proposta de vida nova: “Ai de mim, se eu não evangelizar” (1 Cor 9, 16) (Ibid., 62). E para confirmar tais votos e orações o Papa Francisco lhes concede a Bênção Apostólica, pedindo também que, por favor, não deixam de rezar por ele.
 
Cardeal Pietro Parolin, Secretário de Estado"
 
Unindo-me aos votos do Santo Padre e assegurando minhas orações, envio-lhe cordiais saudações.
 
Cardeal Pietro Parolin
Secretário de Estado, Santa Sé
 

 
 
 

Compartilhe essa Notícia

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Leia também