Evangelização precisa de mais missionários

Reorganização pastoral da Igreja no bairro da Sacramenta requer mais participação

  A Arquidiocese de Belém está em processo de reorganização da área geográfica localizada entre a avenida Pedro Álvares Cabral e o Canal São Joaquim, no bairro da Sacramenta,e também na extensão que vai da avenida Júlio César até o Canal do Galo.
O Bispo Auxiliar de Belém, Dom Antônio de Assis Ribeiro, destaca que “é uma vasta área demográfica, necessitada de reforço pastoral. Precisamos de missionários! Evangelizar é preciso!”.
Dom Antônio afirma que a Arquidiocese de Belém tem se empenhado em reorganizar suas áreas de pastoreio, o que tem resultado no surgimento de novas comunidades, comunidades em estágio inicial de atuação pastoral, denominadas áreas missionárias, algumas delas já em efetivo progresso, mas diz que ainda há muito a fazer.

“Apesar dos múltiplos desafios da atualidade, continuamos discretamente avançando na animação missionária. Onde ainda não temos capela e comunidade, estamos celebrando a Santa Missa nas ruas ou nas casas. O povo sempre vem e participa com alegria. Mas precisamos criar novas estruturas físicas, organizar grupos, fundar pastorais, estruturar serviços…Daí, a importância de mais irmãos para nos ajudar com esta missão. Estamos precisando muito da ajuda de todos”.

Dom Antônio frisa que as áreas geográficas “precisam ser reorganizadas e, com isso, é inevitável, precisarmos de mais braços, de mais operários para a messe. Além de precisar de mais irmãos para atuar missão, precisamos ainda dar-lhes a formação necessária para exercerem com êxito a evangelização nas comunidades. Então, estamos convidando esses irmãos, pedindo também a nosso Senhor, que mais pessoas venham fazer a adesão para servir ao Reino de Deus e levar a sua mensagem às comunidades que contam como a presença da nossa Arquidiocese de Belém em suas áreas”.

Compartilhe essa Notícia

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Leia também