A Voz do Pastor

  Nada melhor que começar o seu dia com a reflexão da Palavra de Deus anunciada por dom Alberto. É o momento em que o pastor da Igreja em Belém relaciona o Evangelho com a vida em missão nas comunidades. Aqui, você fica por dentro das ações da Arquidiocese.

Apresentação: Dom Alberto Taveira Corrêa, Arcebispo Metropolitano de Belém e presidente da Fundação Nazaré de Comunicação

Horário: Todos os dias às 6h/ 12/ 18h/ 22h.

Duração: 15 minutos.


 

Ouça o Evangelho do dia:

Sexta-feira: 03/02/2017 São Marcos 6,14-29
 
Naquele tempo, 14o rei Herodes ouviu falar de Jesus, cujo nome se tinha tornado muito conhecido. Alguns diziam: “João Batista ressuscitou dos mortos. Por isso os poderes agem nesse homem”. 15Outros diziam: “É Elias”. Outros ainda diziam: “É um profeta como um dos profetas”.
 
16Ouvindo isto, Herodes disse: “Ele é João Batista. Eu mandei cortar a cabeça dele, mas ele ressuscitou!” 17Herodes tinha mandado prender João, e colocá-lo acorrentado na prisão. Fez isso por causa de Herodíades, mulher do seu irmão Filipe, com quem se tinha casado.
 
18João dizia a Herodes: “Não te é permitido ficar com a mulher do teu irmão”. 19Por isso Herodíades o odiava e queria matá-lo, mas não podia. 20Com efeito, Herodes tinha medo de João, pois sabia que ele era justo e santo, e por isso o protegia. Gostava de ouvi-lo, embora ficasse embaraçado quando o escutava.
 
21Finalmente, chegou o dia oportuno. Era o aniversário de Herodes, e ele fez um grande banquete para os grandes da corte, os oficiais e os cidadãos importantes da Galileia. 22A filha de Herodíades entrou e dançou, agradando a Herodes e seus convidados. Então o rei disse à moça: “Pede-me o que quiseres e eu te darei”. 23E lhe jurou dizendo: “Eu te darei qualquer coisa que me pedires, ainda que seja a metade do meu reino”.
 
24Ela saiu e perguntou à mãe: “Que vou pedir?” A mãe respondeu: “A cabeça de João Batista”. 25E, voltando depressa para junto do rei, pediu: “Quero que me dês agora, num prato, a cabeça de João Batista”.
 
26O rei ficou muito triste, mas não pôde recusar. Ele tinha feito o juramento diante dos convidados. 27Imediatamente, o rei mandou que um soldado fosse buscar a cabeça de João. O soldado saiu, degolou-o na prisão, 28trouxe a cabeça num prato e a deu à moça. Ela a entregou à sua mãe. 29Ao saberem disso, os discípulos de João foram lá, levaram o cadáver e o sepultaram.
 

Palavra da Salvação.

Fonte: CNBB


EDIÇÕES 2017

Janeiro

 Abril

 Julho

 Outubro

 Fevereiro 

 Maio

 Agosto

 Novembro

 Março

 Junho

 Setembro

 Dezembro

EDIÇÕES 2016

Compartilhe essa Notícia

Leia também