Colocar-nos no lugar do outro

A imagem é carregada de simbolismo: o espelho, objeto que reflete, fielmente, aquilo que está diante dele, é usado aqui para que as pessoas possam se ver através dele. A pessoa bem vestida, ao olhar no espelho ressalta um contraste social marcante presente em nossas cidades brasileiras.

A legenda, “o mundo seria bem melhor se conseguíssemos nos colocar no lugar do outro…”, convoca todos a uma reflexão sobre a empatia, isto é, à capacidade de se colocar no lugar do outro, de entender e sentir o que outra pessoa está passando. É a partir dela que emergem atitudes de compaixão, solidariedade e altruísmo. Notável e exemplar é a empatia manifestada pela atitude do “bom samaritano” (Lucas 10, 25-37).

A imagem e a mensagem questionam a indiferença com que muitas vezes tratamos aqueles que se encontram em situações de vulnerabilidade. O contraste entre o mendigo e a pessoa bem vestida simboliza a desigualdade material e a distância emocional e cognitiva que separa diferentes estratos sociais. O mendigo segurando o espelho nos oferece a oportunidade de exercitar a partilha e assim diminuir as desigualdades sociais tão gritantes. A imagem nos convida a questionar nossas próprias atitudes e preconceitos, a reconsiderar nossos valores e a forma como nos relacionamos com os outros, especialmente com aqueles que são diferentes de nós ou que se encontram em situações subumanas. Nos faz meditar sobre a importância do tema da Campanha da Fraternidade deste ano que salienta a necessidade de nos colocarmos no lugar do outro para superar as barreiras que nos dividem e para reconhecer a dignidade inerente a cada ser humano.

Leia nossos Colunistas