São Paulo diz que para alguém ser cristão é preciso despir-se do ‘Velho Homem’ e revestir-se do ‘Homem Novo’ – Col 3, 10.
São Pedro também diz a mesma coisa em 1Pe 5, 8-9.

Jesus diz que para ser seu discípulo e entrar no Reino do céu é preciso nascer de novo e revestir-se de um espírito novo. Alguns acham que o Batismo é mágico. Mas ele só faz mágicas na pessoa disposta a renascer e a viver uma vida nova.
Para muitos, o Batismo e a Crisma foram inúteis, porque não houve conversão e nem renascimento para uma vida nova. Que é o Velho Homem de que falam São Paulo e São Pedro?

Velho Homem é o homem mundano, desonesto, egoísta que só pensa em si e que é indiferente com o próximo necessitado. Velho Homem é a pessoa que rouba, mente, engana e que prejudica o próximo. Velho Homem é quem segue os instintos carnais e materiais contrários à proposta de Cristo.

E quem é o Homem Novo? Homem Novo é a pessoa que nasceu de novo e se revestiu do espírito de Jesus.

O Homem Novo assume o ideal do Evangelho e vive como Jesus vivia, age como Jesus agia, e aceita Jesus como o seu mestre e o seu modelo de vida.
O Homem Novo ama a Deus acima de tudo, frequenta a Igreja, busca a vontade do Senhor e socorre os necessitados.
O Homem Novo promove o bem do próximo, perdoa, ajuda, compreende, louva e admira as qualidades dos outros.
O Homem Novo não logra, não engana e não prejudica ninguém, mas respeita as pessoas e os bens que elas têm.

Nos primeiros séculos da Igreja, os candidatos à vida cristã eram preparados por 2 a 4 anos de Catecumenato. Nesse período o candidato a ser cristão estudava o Evangelho e fazia treinamento prático de vida cristã. Quem estava decidido a ser cristão recebia o Batismo para viver a vida de Homem Novo, isto é, de cristão.
Hoje, muitos aprenderam a ser Homem Novo no Cursilho.
Amigo, assuma a tua identidade de cristão e vive a vida de Homem Novo com o espírito de Cristo. Assim serás cristão de verdade, serás feliz e farás felizes a tantos outros.

Colunistas