Mudar de Igreja não resolve nada!

Por vezes, com certa frequência até, ao perguntar notícia de alguém conhecido nosso e que não o vemos a um certo tempo, ficamos surpresos e atônitos com a resposta: “Fulano mudou de igreja; agora está na igreja evangélica tal…”! A recomendação do cartaz é clara: “Mudar de Igreja não resolve! Melhor é permanecer na sua igreja e mudar você!”

Com muita frequência os motivos que levam uma pessoa a deixar sua Igreja e mudar para outra são as questões de relacionamentos interpessoais. Desde coisas bem simples até às mais complexas. Há caso em que uma pessoa por ser contrariada porque foi cobrado dela por parte dos seus responsáveis uma mudança de atitude em relação a algo que não estava sendo executado corretamente, a pessoa se sente “ofendida” e, por isso, abandona seu serviço eclesial, deixa de participar da comunidade e, simplesmente, muda de igreja. Há casos em que a pessoa simplesmente não aceita as orientações do Papa, ou acha que o padre, o bispo, o coordenador são muito antipáticos e ela prefere mudar. E também existem situações mais complexas que certamente exigem análises mais aprofundadas.

Concordo, sim, com a sugestão do cartaz: “permaneça na sua igreja e mude você”!

Leia nossos Colunistas